Translate

sábado, 13 de dezembro de 2014

The New Jack: hamburgueria retrô em Guarulhos

Temos ido ao The New Jack desde que foi inaugurado, em julho deste ano, e adoramos! É tão impecável que achávamos que era uma franquia, por isso ele ainda não tinha vindo parar aqui no blog. Mas essa semana descobrimos que ele é único e resolvemos compartilhar.

Logo de cara, tem uma lambreta na porta. O ambiente interno é todo decorado como as lanchonetes dos anos 50 que vemos nos filmes. Nas coberturas das mesas, a imagem de uma pin-up. Ao fundo, Elvis e seus contemporâneos compõem a trilha sonora e completam o clima “anos dourados”.



O atendimento é ótimo e os hambúrgueres, preparados artesanalmente, deliciosos. Depois que descobri o “Texas”, não peço outro: hambúrguer de picanha, mussarela de búfala, tomate seco, rúcula e maionese no pão de hambúrguer australiano. O Marido recomenda o “Las Vegas”: hambúrguer de picanha, queijo gouda, cebola grelhada, molho barbecue e maionese. O valor é razoável (os hambúrgueres “da casa” custam em torno de R$ 22), mas justo.

"Texas"

"Las Vegas"
Pra quem quiser variar sem abrir mão do ambiente, eles servem porções quentes e frias, hot dogs, beirutes, omeletes, e pratos executivos (estes dois últimos, para o almoço).


Pra fechar, banana split.


Tudo tão bom que temos reprisado várias vezes! Vale a pena conferir!

ä Av. Dr. Renato de Andrade Maia, 270 |Jd. Maia | Guarulhos | (11)2087-2783

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Pra relaxar no litoral norte de SP: 2 dias em Maranduba – Ubatuba

O Marido e eu já fomos várias vezes pra lá. Ubatuba poderia render, sem dúvida, mais de uma dezena de posts. Mas hoje vou contar sobre o que fizemos na nossa última estadia. Costumamos ficar no bairro Sertão da Quina, em Maranduba, que fica bem no meio do caminho entre Caraguá e Ubatuba.

Pra começar, fomos pra praia da Caçandoca, que é uma das minhas preferidas. Fica entre Caraguá e Maranduba e o acesso é por estrada de terra (entrada à direita, na Rodovia Manoel Hipólito - SP-55, sentido Caraguatatuba-Maranduba). Se você, como eu, prefere mil vezes água doce, mas não dispensa uma praia, vai achar a Caçandoca perfeita: rio e mar num mesmo lugar, pra todos os gostos, e é linda, tranquila...

Praia da Caçandoca

Rio, na Praia da Caçandoca

O encontro rio e mar, na Caçandoca

Praia da Caçandoca

Hoje já é bem mais movimentada do que quando começamos a frequentar, mas lá ainda se preserva bastante a paisagem natural, sem muitos quiosques, nem sujeira (obrigação de todos nós!), nem carros com som alto... Perfeita!

O lugar é cheio de história, ali ainda residem alguns descendentes dos quilombolas que se instalaram na Caçandoca no passado. Além da pedra que tem à margem do rio, tem uma trilha para a praia da Caçandoquinha, também privilegiada pela pouca visitação.

Praia da Caçandoquinha (esta foto é de dezembro de 2012)
Para o almoço, o Marido recomenda o restaurante Mar Virado, mas como ainda não fui, fica para um próximo post. ;-) O que já posso adiantar, é que, segundo ele,  o ambiente e a comida compensam o preço um pouco salgadinho, e a quantidade é muita, então um prato pra um dá pra dividir pra dois numa boa.

Dessa vez, descobrimos o Restaurante Tropical, que fica dentro de um condomínio na praia da Lagoinha. O ambiente é muito gostoso, uma mistura de Minas Gerais e Ubatuba, casa da fazenda e praia, entre as várias aves que vivem livremente dentro do restaurante. A comida é ótima, o preço razoável e o atendimento muito bom.

De lá, seguimos as placas e fomos conhecer as ruínas da Lagoinha. Acredita-se que sejam vestígios da antiga Fazenda Bom Retiro, construída em 1828. Hoje, o local que é tombado como patrimônio histórico, está cheio de vegetação, e é bem bonito. Pra uma visitinha rápida.

Ruínas da Lagoinha

Ruínas da Lagoinha

À noite, fomos pra Ubatuba. O bom de ficar em Maranduba é que à noite podemos optar por ir passear em Ubatuba ou Caraguá: a distância é quase a mesma. Em Ubatuba, à noite, gostamos bastante de passear pela Rua Guarani, que tem várias opções de restaurantes. Dessa vez, depois de uma pizza, fomos ao Ellen Café e Doceria. Muito bonitinho! Adoramos!

No dia seguinte, fomos conhecer a Padaria Integrale, em Ubatuba, dica de amigos que precisa mesmo ser compartilhada! Nosso café da manhã foi de-li-ci-o-so: bolo de cenoura, mix de pães de queijo (de azeitona preta, ervas e parmesão: pra comer ajoelhado!), sucos, trufa de chocolate com pimenta, banana amassada com aveia e mel... uma mistura natureba num ambiente em que dá vontade de ficar o dia todo! Quando chegamos tinha uma fila de espera, mas fomos atendidos rapidinho. E vale muito a pena!

Café da manhã na Integrale

Retornando, fomos pra Praia da Maranduba. Essa é pra quem gosta de lugares mais agitados, quiosques e mais quiosques, barracas de tapioca, milho, pastel, tatuagem de henna, roupas e balagandãs, banana boat, sorvete, churros, espetinho de queijo, de camarão, música etc. etc. Visualizou?! Mas é bom também.

Outra coisa que a região tem bastante é cachoeira. E é essa possibilidade de ficar variando entre praia e cachoeira, tudo tão pertinho, no meio da Mata Atlântica, que faz de Maranduba um lugar de que gostamos tanto! As que conhecemos são três (mas tem várias outras): Cachoeira Dois, do Poço Verde e da Renata. Este link traz informações bacanas e o mais importante: um mapa, porque é difícil explicar o acesso (clique aqui).

Cachoeira do Poço Verde

Bom, dessa vez foi o que conseguimos fazer em dois dias. Vai ter sempre muito mais pra falar de lá, então aos poucos vou aumentando este post. E, como costumamos voltar sempre, creio que logo, logo teremos mais pra compartilhar. ;-)

äRestaurante Mar Virado
Rua Colonial, 342 | Ubatuba-SP | (12) 3843-1088

äRestaurante Tropical
Rodovia Ubatuba Caraguá, km72,5 | Condomínio Samola | Praia da Lagoinha | Ubatuba-SP | (12) 3843-3165

äEllen Café e Doceria
Rua Guarani, 805 | Ubatuba-SP |(12) 3832-3040

äPadaria Integrale