Translate

quinta-feira, 11 de junho de 2015

1 dia em São Roque/SP, com Ski Montain Park

Conhecida pelas vinícolas e adegas, São Roque, a cerca de 75 km de São Paulo, nos proporcionou dessa vez um pouco mais que vinho e suco de uva: no feriado da Páscoa (sim, estou com alguns posts beeem atrasados... rs), fomos conhecer o Ski Montain Park.

Pra começar, subimos de teleférico do estacionamento até a parte principal do parque.

Teleférico

 Fomos direto para o que mais queríamos fazer: pista de esqui! OK... não é neve nem gelo, claro. É uma pista escorregadia de 100 metros, feita de uma espécie de “carpete” de polietileno. Você pode usar esquis ou snowboards (ficamos com a segunda opção). Muito divertido - mesmo!!! Só a atividade na pista já teria valido o passeio!

Equipamentos da pista de esqui

Pista de esqui

Pista de esqui
Seguimos para a pista de patinação. Talvez por inexperiência nossa, não conseguimos deslizar como queríamos e aproveitar bem a brincadeira. De qualquer forma, os “capotes” que levamos renderam boas risadas!

Na sequência, arco e flecha. Assim como a pista de esqui, teria valido sozinha o passeio. Adoramos!

Arco e flecha
Pra finalizar, descida pelo tobogã. Uma delícia!

Além dessas atividades, tem paintball, arvorismo, rapel, trilha ecológica, passeio a cavalo...

Eles não cobram ingresso. Você paga o estacionamento e por aquilo que vai querer fazer, ou adquire o “pacote”, se achar que vale a pena (confira as tarifas clicando aqui). Há alguns restaurantes no local, então dá pra aproveitar o dia todo. Como já havíamos nos divertido bastante e ainda queríamos dar umas voltinhas por São Roque, optamos por menos atividades.

Dessa vez não tínhamos roteiro definido. Pegamos a Estrada do Vinho e íamos parando nos lugares que chamavam atenção.

Saindo do parque, fomos procurar um lugar pra almoçar e paramos no Restaurante Frank. Ótimo atendimento! Comida boa. Destaque para o suco de uva branco integral.

De lá, demos uma passadinha na Vinícola Góes, que já conhecíamos, e seguimos para a vinícola Bella Aurora.

Continuando, paramos na adega e restaurante Quinta do Olivardo. Como já havíamos almoçado, era hora de um cafezinho, com direito a bolinhos de chuva e pasteizinhos de Belém. Tudo de bom!!!

Café com bolinhos de chuva e pestel de Belém, na Quinta do Olivardo

Quinta do Olivardo
Pra fechar, Villa Don Pato, adega e restaurante que tem um espaço e um visual muito bacanas!


Esse site traz um mapa e informações muito úteis, pra explorar a região. Clima de serra, temperatura agradável, degustação de vinhos, queijos e outros quitutes nas adegas... Para os amantes de vinho e de boa gastronomia italiana e portuguesa, São Roque é um prato cheio.

Posts relacionados:


 

O Velhão: um universo paralelo na Serra da Cantareira

 

Atibaia II – Pedra Grande

 

Bairro da Serrinha: natureza, diversão, arte e gastronomia em Bragança Paulista

 

Climinha de inverno: 1 dia em Santo Antônio do Pinhal

 

Embu das Artes: galeria a céu aberto na Grande SP