Translate

terça-feira, 8 de março de 2016

1 dia em Santos/SP (sem pezinhos na areia!)

Quando falamos em Santos, pensamos automaticamente em... PRAIA! Sim! Santos é litoral, mas tem também muita história pra contar. Nosso passeio de hoje não foi, definitivamente, um “bate-e-volta na praia".

Santos fica a 74 km de São Paulo. Saindo cedinho de casa, dá pra aproveitar bem um dia na cidade.

O "Peixe" na entrada da cidade
Pra começar, fomos conhecer o Monte Serrat. Para chegar ao topo, onde fica o antigo Cassino, um café, mirante e o Santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat, você pode subir a pé, pelos 402 degraus das escadarias que iniciam ao lado da Fonte do Itororó (acesso gratuito), ou pelo funicular (igualzinho ao do Cerro San Cristóbal, em Santiago, Chile). Optamos pelo funicular (R$ 35 por pessoa, ida e volta).

A Fonte do Itororó...

"Fui no Itororó 
beber água, não achei
Achei bela morena
Que no Itororó deixei..."
(cantiga de roda)
Estação do funicular no Monte Serrat
Funicular, no Monte Serrat
Funicular, no Monte Serrat
Lá de cima, se tem uma visão 360º da cidade, e ainda dá pra ver um pouquinho de São Vicente, Cubatão, Guarujá e Praia Grande.

Vista da Catedral de Santos, durante a subida pelo funicular 
Vista de Santos, do alto do Monte Serrat
Vista de Santos, do alto do Monte Serrat
Vista de Santos, do alto do Monte Serrat
Vista de Santos, do interior do Cassino, no alto do Monte Serrat
Era nas escadarias do Monte Serrat que acontecia maior evento de downhill urbano do Brasil, a “Descida das Escadas de Santos”, agora no Morro do Pacheco.

Os últimos dos 402 degraus das escadarias do Monte Serrat, com o Santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat, ao fundo
O cassino era frequentado, até seu fechamento, em 1946 (quando proibido no Brasil), por políticos e artistas, como Julio Prestes e Carmen Miranda.

A parte de trás do Cassino
Café, no interior do antigo Cassino
Café, no interior do antigo Cassino
O cassino e a vista lá de cima são lindos!

Continuando a “viagem no tempo”, fomos fazer o passeio de bondinho.

O ingresso para o passeio de 40 minutos pelo Centro Histórico, com guia turístico, custa R$ 6,50 por pessoa e pode ser adquirido na bilheteria do Museu Pelé

Pelo mesmo valor, você pode adquirir o ingresso para o passeio de 25 minutos no Bonde Café, que tem bondinhos fechados, climatizados, e degustação de café durante o passeio.

Com saídas da Estação do Valongo, cinco bondes e um reboque circulam pelas principais ruas e monumentos do Centro Histórico, proporcionando uma verdadeira viagem ao passado, em um roteiro de 5 km.

Estação do Valongo
Bondinho, na Estação do Valongo
Propagandas antigas, no interior do bondinho
Bondinho, na Estação do Valongo
Bonde Café: climatizado e com direito a degustação de café a bordo
Sr. Jessé, "Vovô Sabe Tudo", que foi motorneiro do bondinho no passado
Até às 15h, o passeio dá direito a desembarque na Casa do Trem Bélico, na Praça Mauá (de onde saiam os bondinhos turísticos até janeiro de 2016) e no Palácio Saturnino de Brito.

O corneteiro da Casa do Trem Bélico, fazendo graça para os passageiros do bondinho
Ao fim do passeio de bonde, testamos e aprovamos o restaurante-escola “Estação Bistrô”, (confira o cardápio aqui). O projeto da Prefeitura, em parceria com a Universidade Católica de Santos e o Ministério do Turismo, objetiva a inclusão social de jovens de 18 a 29 anos. Destaque para o Frango crocante ao barbecue de banana e para o Filé mignon à Estação Bistrô. Imperdível!


Estação Bistrô
Filé Mignon à Estação Bistrô
A reinvenção do Romeu e Julieta, no Estação Bistrô
Demos uma passadinha na parte gratuita do Museu Pelé. Para visitação do acervo, o ingresso custa R$ 18 (inteira).


Museu Pelé
Parte com acesso gratuito, no Museu Pelé
Parte com acesso gratuito, no Museu Pelé
Seguimos a pé para o Museu do Café, que fica no prédio da antiga Bolsa Oficial de Café. O ingresso custa R$ 6,00, e aos sábados a entrada é gratuita. Depois de visitar o acervo e as exposições temporárias, pausa para um cafezito na Cafeteria do Museu – parada obrigatória!


A antiga Bolsa de Café
"Pezinhos de café", no Museu do Café
"O que o café te faz lembrar?"
Na Cafeteria do Museu
Delícias da Cafeteria do Museu
Andamos mais um pouquinho pelas redondezas no Centro, finalizando a parte histórica do nosso passeio.


Centro de Santos

"Ando nas ruas do centro
Estou lembrando tempos
Enquanto lhe vejo caminhar...
... Devagar, bonde na praça
Ainda borda delicadeza
Torna a gente banca de flores
Libertando sorrisos no ar"

(Ano de 1890 - Vanessa da Mata)




Centro de Santos
Centro de Santos
Ringue montado na Casa da Frontaria Azulejada, no Centro de Santos
Dalí e Pelé, em muro no Centro de Santos
Fomos para a Vila Belmiro, fazer o tour pelo estádio do Santos Futebol Clube, visitando o Memorial das Conquistas. R$ 8 o ingresso, R$ 13 para a visita monitorada, que foi a que fizemos – e vale a pena, mesmo para uma “santista-de-meia-tigela” como eu, nada ligada em futebol.


Estádio do Alvinegro Praiano
Estádio do Alvinegro Praiano
Estádio do Alvinegro Praiano
Estádio do Alvinegro Praiano
Sala de Imprensa, no estádio do Santos 
Estádio do Alvinegro Praiano
Painel no Memorial das Conquistas (não tinha o nome do artista...)
Troféus no Memorial das Conquistas
Agora sim, pra não contrariar as expectativas, descemos para a praia. Os Jardins da Orla de Santos são o maior jardim de orla do mundo, segundo o Guinness Book. Caminhamos um pouco, e passeamos pela feirinha de artesanato.


Orla de Santos
Orla de Santos

"Foi quando te encontrei, ouvindo o som e olhando o mar
Foi quando te encontrei, ouvindo o som do mar rolar..."

(Como Tudo Deve Ser, Charlie Brown Jr.)
Feirinha Orla de Santos
Depois de um pastelzinho de camarão, fomos pro Aquário Municipal. Ingressos a R$ 5. Ótimo passeio para os pequenos!


Tubarões lixa, no Aquário Municipal
Pinguins de Magalhães, no Aquário Municipal
Comecinho de noite, hora de ir embora... Nada de pezinhos na areia e banho de mar dessa vez, mas nosso passeio pelo “lado B” de Santos valeu o dia! 


Posts relacionados:


 

Atibaia II – Pedra Grande

 

Bairro da Serrinha: natureza, diversão, arte e gastronomia em Bragança Paulista

 

Pra relaxar no litoral norte de SP: 2 dias em Maranduba – Ubatuba

 

Musical: “Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr. – O Musical”

 

1 dia em São Roque/SP, com Ski Montain Park

 

Climinha de inverno: 1 dia em Santo Antônio do Pinhal

 

Embu das Artes: galeria a céu aberto na Grande SP